Funcionamento do LAPAD durante a crise do COVID-19

Em virtude da pandemia do COVID-19 (Coronavírus), e seguindo as orientações das Portarias Normativas nº 352/2020/GR e nº 353/2020/GR, publicadas em 16/03/2020 no Boletim Oficial da Universidade Federal de Santa Catarina, a equipe técnica do LAPAD comunica que, em caráter temporário, excepcional e emergencial, a partir de 18/03/2020:

  • Não haverá expediente presencial no LAPAD;
  • A jornada laboral dos servidores será cumprida em regime de teletrabalho (home office);
  • Estão suspensas todas as atividades coletivas no LAPAD; e
  • O funcionamento do LAPAD ficará restrito às atividades de pesquisa, que serão realizadas com equipes reduzidas e em sistema de escalas.

Em caso de necessidade, solicitamos que contato seja prioritariamente realizado
através do endereço eletrônico lapad.cca@contato.ufsc.br

 


Apresentação

 

Laboratório de Biologia e Cultivo de Peixes de Água Doce (LAPAD) está vinculado ao Departamento de Aquiculturado Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Santa Catarina, e foi criado em 1995 com o objetivo de desenvolver estudos voltados para o manejo, à conservação e ao cultivo de peixes de água doce.

A equipe de professores do LAPAD/UFSC é formada pelos doutores Alex Pires de Oliveira Nuñer (Coordenador), Evoy Zaniboni Filho e Anita Rademaker Valença. Assistentes Técnicos da Universidade Federal de Santa Catarina e da FAPEU, Pós-Doutorandos e Alunos de Graduação e de Pós-Graduação complementam a Equipe do LAPAD.

O grupo de pesquisadores do LAPAD desenvolve estudos ligados à Biologia e ao Cultivo de Peixes de Água Doce, com ênfase para as espécies migradoras da bacia do alto rio Uruguai. As principais linhas de pesquisa do grupo buscam desenvolver e aprimorar Tecnologias de Produção de Peixes, especialmente das espécies nativas do rio Uruguai. Também objetivam a Conservação de Ecossistemas Aquáticos para a preservação dos recursos pesqueiros e do ambiente, além de estudos relacionados à Biologia das Populações de Peixes. Recentemente, vem sendo implantada uma linha de pesquisa que tem por objetivo avaliar o potencial das espécies de peixes da bacia do alto rio Uruguai para Ornamentação Aquarística.

Essa equipe, juntamente com alguns outros profissionais da área, constitui o Grupo de Pesquisa em Biologia e Cultivo de Peixes de Água Doce, registrado no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.